Geografias e topografias médicas: os primeiros estudos ambientais da cidade concreta

Angela Lúcia de Araújo Ferreira, Anna Rachel Baracho Eduardo, Ana Caroline de Carvalho Lopes Dantes

Resumen

O meio natural e os condicionantes geográficos fundamentaram o pensamento higienista e orientaram médicos, do século XVIII ao início do século XX, no estudo e diagnóstico do espaço urbano. Tais idéias foram sistematizadas em tratados conhecidos como Geografias e Topografias Médicas, que, difundidos pelo mundo, culminaram em descrições precisas do território das cidades, espacializando as doenças e identificando sua natureza, sua evolução e seu tratamento. Este trabalho, além de retomar a origem desses tratados, considerando-os como um dos primeiros estudos "geográficos" do espaço urbano, busca inserir o Brasil e, mais especificamente, a cidade de Natal (região nordeste do Brasil) no contexto dessas análises, destacando a Topographia de Natal e sua Geographia Médica elaborada pelo médico Januário Cicco em 1920.

Palabras clave

Geografia médica; topografia médica; higienismo; natal; Brasil
Texto completo: PDF

Herramientas del artículo

Envíe este artículo por correo electrónico (Inicie sesión)
Enviar un correo electrónico al autor/a (Inicie sesión)

Estadísticas del artículo

vistas descargas
anual histórico
vistas 63 521
descargas 39 453